Carregando...
 
UM ESTUDO A RESPEITO DA INSERÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO E NO ENSINO SUPERIOR DOS EGRESSOS DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS CAMBORIÚ
Imprimir

Caio_Elva

Autores: Caio César Viana da Silva; Elva Gladis de la Cruz Obeso;

Professora Orientadora: Simone Beatriz Pedrozo Viana.

Área do CNPq: Ciências Humanas – Ensino Profissionalizante

1. INTRODUÇÃO

Essa pesquisa visa analisar e expor como se dá a escolha do mercado de trabalho e dos cursos superiores, para os egressos formados do curso técnico em informática. Dessa forma, procurando observar se o curso técnico influenciou nesta escolha, podendo, posteriormente, ser utilizado como avaliação da importância dos cursos técnicos na região e se há a necessidade de alguma mudança de estruturação tanto física como pedagógica.

O projeto irá utilizar as opiniões dos próprios egressos formados para esta análise, a partir da aplicação de questionários. Espera-se que essa pesquisa sirva como fator demonstrativo das qualidades e das falhas do curso Técnico em Informática do Instituto Federal Catarinense - Campus Camboriú, e assim, propicie avanços e melhorias para este curso.

1.1 Problema de Pesquisa

Qual a influência do curso profissionalizante na opção acadêmica e carreira profissional dos egressos formados do curso Técnico em Informática do Instituto Federal Catarinense Campus Camboriú?

1.2 Objetivos

Os objetivos possuem o papel de definir o que se pretende atingir com a execução da pesquisa. Neste caso apresentaremos a principal meta, do nosso projeto, conhecida como objetivo geral, e suas especificações, chamadas de objetivos específicos.

1.2.1 Objetivo Geral

Verificar e analisar a destinação profissional dos egressos formados do curso Técnico em Informática do Instituto Federal Catarinense – Campus Camboriú.

1.2.2 Objetivos Específicos

• Investigar a destinação profissional dos egressos formados do curso Técnico em Informática do Instituto Federal Catarinense – Campus Camboriú.

• Identificar se a formação tecnológica foi determinante na escolha do curso superior.

• Analisar se houve diferenças entre as escolhas profissionais e acadêmicas dos egressos formados do curso de Informática do Instituto Federal Catarinense Campus Camboriú, vindos do curso concomitante ao ensino médio, externo ao ensino médio e noturno.

1.3 Justificativa

Segundo o histórico do Ministério da Educação e Cultura (MEC) (2009), os cursos técnicos vêm se desenvolvendo proporcionalmente em todo o país desde 1909. Inicialmente foram utilizados como ferramenta para as classes desprovidas, e atualmente, a rede federal é uma das opções mais procuradas pelos estudantes que possuem dúvidas sobre qual carreira seguir e desejam cursar um ensino médio de qualidade.

No Brasil, o MEC tem feito um grande investimento em escolas técnicas. Cerca de R$ 1 bilhão para a expansão da educação profissional, com objetivo de chegar a 2010 com 500 mil vagas no País. Há também dinheiro para estados que queiram ampliar suas escolas técnicas e aumento de vagas em cursos superiores de tecnologia em centros federais (MEC, 2009).

É extremamente visível a importância dos cursos técnicos no país, e até mesmo na nossa região Sul. No Instituto Federal Catarinense Campus Camboriú, existem três possibilidades de ingresso para o curso técnico em informática: a) concomitante ao ensino médio (tempo integral) b) externo ao ensino médio (meio período) c) noturno (pós ensino médio). Desde a sua implantação, no ano de 2000, até o presente momento 439 pessoas ingressaram, porém apenas 117 alunos concluíram o curso.

Nesta situação, qual foi o destino destes egressos formados? De que forma sua formação técnica acabou modificando, ou influenciando sua vida profissional e acadêmica? A partir disto, a importância fundamental do nosso projeto será observar, analisar, e apresentar quais foram os destinos profissionais e acadêmicos dos egressos formados. E responder a estes questionamentos.

Esta ferramenta de pesquisa possibilitará aos dirigentes e professores, a percepção de algumas falhas, dando assim a oportunidade da criação de novas idéias, e maior facilidade em reestruturar as grades de seus respectivos cursos. Nada melhor do que questionários e opiniões dos egressos formados, para observar os erros, ou pontos positivos de todo o ensino recebido durante o Curso Técnico em Informática do Instituto Federal Catarinense Campus Camboriú.

2. REVISÃO DE LITERATURA

Artigo em desenvolvimento.

3. METODOLOGIA

Neste item será explicado detalhadamente com será desenvolvido o projeto, etapa por etapa, como a classificação da pesquisa, os procedimentos técnicos e as técnicas que serão utilizadas, tanto para obtenção de dados quanto para a análise dos mesmos.

3.1 Tipo de Pesquisa

Na classificação de Cervo e Bervian (2002, p.66) “A pesquisa descritiva observa, registra, analisa e correlaciona fatos ou fenômenos (variáveis) sem manipulá-los”. Procura descobrir, com precisão possível, a frequência com que um fenômeno ocorre, sua relação e conexão com outros, sua natureza e características. Trabalha sobre dados ou fatos colhidos da própria realidade.

Este tipo de pesquisa já possui um estudo, conhecimentos acumulados, e por isso segue um foco, uma estrutura para sua elaboração. É muito utilizada por empresas, para definir o perfil de empregados e trabalhadores.

Envolve coleta de dados, para observação e análise, formulários, entrevistas e questionários, um exemplo são as pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Neste caso, não há interferência do pesquisador na observação e registros dos dados.

E, portanto a classificação do nosso projeto é uma pesquisa descritiva, pois visa apenas relatar os fenômenos ocorridos, como os motivos da desistência, a opção acadêmica e o mercado de trabalho dos egressos formados, sem manipular essas variáveis estudadas. Utilizando a coleta de dados, através de entrevistas, para observar e analisar os resultados da pesquisa.

3.2 Procedimento para coleta de dados

Toda pesquisa parte de três etapas básicas, a elaboração do projeto de pesquisa, a execução da pesquisa, e a apresentação dos resultados. Dentro da etapa de realização da pesquisa, é necessário fazer uma importante e fundamental tarefa a obtenção de dados. E para que a mesma tenha valor científico é necessário seguir alguns padrões que serão apresentados a seguir.

Portanto nesta pesquisa iremos iniciar os procedimentos de coleta de dados com uma pesquisa bibliográfica, tendo o objetivo de diagnosticar o problema estudado, buscando informações e fundamentações a partir de livros, artigos científicos, e materiais da internet, com procedência garantida.

Conforme Cervo e Bervian (2002, p.65):

A pesquisa bibliográfica procura explicar um problema a partir de referencias teóricas publicadas em documentos. Pode ser realizada independentemente ou como parte de pesquisa descritiva ou experimental. Busca conhecer e analisar as contribuições culturais ou cientificas do passado, existentes sobre um determinado assunto, tema ou problema. A pesquisa bibliográfica constitui parte da pesquisa descritiva e experimental, quando visa recolher informações previas sobre um problema ou hipótese que se busca resposta ou experimentar. A pesquisa bibliográfica constitui o procedimento básico para estudos monográficos, pelos quais se busca o domínio do estado da arte sobre determinado tema. Constitui geralmente o primeiro passo de qualquer pesquisa científica. Portanto os alunos de todos os institutos e faculdades devem ser iniciados nos métodos e técnicas da pesquisa bibliográfica.

Em seguida, será realizada uma pesquisa documental, a fim de se poder descrever e comparar algumas características, opiniões e diferenças entre as variáveis estudadas. E assim, realizar uma pesquisa de campo no intuito de arrecadar dados para analise posterior, e responder ao problema e objetivos estabelecidos no projeto.

Conforme Cervo e Bervian (2002) a pesquisa documental é quando são investigados documentos a fim de se poder descrever e comparar usos e costumes, tendências, diferenças e outras características. Estuda o presente, e não o passado, como ocorre com a pesquisa histórica.

Segundo Marconi e Lakatos (1996), a pesquisa de campo é uma fase que é realizada após o estudo bibliográfico, para que o pesquisador tenha um bom conhecimento sobre o assunto, pois é nesta etapa que ele vai definir os objetivos da pesquisa, as hipóteses, definir qual é o meio de coleta de dados, tamanho da amostra e como os dados serão tabulados e analisados.

Por fim serão utilizados questionários mistos (Apêndice I), que apresentam perguntas fechadas, objetivas e perguntas abertas, subjetivas. Também se fará uso de documentos já disponibilizados por um professor da instituição para arrecadar e analisar dados relevantes a esta pesquisa.

3.3 Tipo de Análise dos Dados

Existem três tipos de analises de dados em uma pesquisa, ela pode ser quantitativa, qualitativa ou com a quantiqualitativa, para Gomes e Araújo (2005):

O campo científico aponta uma tendência para o surgimento de um novo paradigma metodológico. Um modelo que consiga atender plenamente as necessidades dos pesquisadores. Essa dicotomia positivista x interpretativo, quantitativo x qualitativo, parece estar cedendo lugar a um modelo alternativo de pesquisa, o chamado quanti-qualitativo, ou o inverso, quali-quantitativo, dependendo do enfoque do trabalho.

A análise dos dados obtidos a partir da devolutiva dos instrumentos de pesquisa aplicados aos egressos formados do curso Técnico em Informática do Instituto Federal Catarinense Campus Camboriú é classificada como uma análise quantiqualitativa, tendo em vista que o material para coleta de dados é um questionário misto, ou seja, contendo perguntas abertas, descritivas, e também perguntas fechadas, objetivas.

4. CRONOGRAMA

REFERÊNCIAS

 

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia Científica. 5 ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002. 242 p.

GOMES, Fabricio; ARAÚJO, Richard. Pesquisa Quanti-Qualitativa? em Administração: uma visão holística do objeto em estudo. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO FEA-USP, 8., 2005, São Paulo.ANAIS... São Paulo: 2005 p.06-07.

 
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESPÍRITO SANTO. Expansão da rede federal de ensino profissional. 2009. Disponível em: < http://www.ifes.edu.br/noticias/77-Expansão da rede federal de ensino profissional>.(external link) Acesso em: 01 out. 2009

 
MARCONI, M. D. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 3.ed. São Paulo: Atlas, 1996.

 
MINISTÉRIO DE EDUCAÇÃO E CULTURA. Expansão da rede federal de educação profissional, científica e tecnológica. 2009. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2009.

 
MINISTÉRIO DE EDUCAÇÃO E CULTURA. Parâmetros Curriculares Nacionais Ensino Médio. 2000. Disponível em: Acesso em: 01 out. 2009

 
APÊNDICE I

 

UM ESTUDO A RESPEITO DA INSERÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO E NO ENSINO SUPERIOR DOS EGRESSOS DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS CAMBORIÚ

 

Caio César Viana da Silva ; Elva Gladis de la Cruz Obeso

 
Você está sendo convidado a participar de um projeto de pesquisa financiado pela Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado de Santa Catarina _ Fapesc, que tem o objetivo de verificar qual a influência do curso técnico em informática do Instituto federal Catarinense Campus Camboriú, sobre a opção profissional dos seus alunos egressos. Os resultados da pesquisa servirão de ferramenta de análise para os dirigentes e professores do curso técnico, visando contribuir com o constante aprimoramento do mesmo. Ressaltamos que os aspectos éticos serão rigorosamente obedecidos de forma que será guardado sigilo absoluto sobre a identificação dos participantes.
Agradecemos a sua participação.

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO:

NOME;

ANO DE FORMATURA;

MODALIDADE:

A. ( ) CONCOMITANTE

B. ( ) EXTERNO

C. ( ) NOTURNO

 
Assinale apenas uma resposta para cada pergunta (a menos que o enunciado diga o contrário)

1- Atualmente, a rede federal se configura como importante estrutura para que todas as pessoas tenham acesso às conquistas científicas e tecnológicas, em sua opinião o que leva um estudante optar por uma escola técnica?

( ) Maiores oportunidades de trabalho

( ) Menos concorrência comparado a um curso superior

( ) Menos tempo de duração que um curso superior

( ) Maior experiência na área

2- Você seguiu a área de informática após conclusão do curso técnico?

( ) Sim, continuei na área da informática fazendo um curso superior

( ) Não, optei por outra área de curso superior. Cite _

( ) Desisti do curso antes de finalizar.

( ) Não ingressei em curso superior, mas trabalho na área de informática

( ) Não ingressei em curso superior e não trabalho na área de informática

3- Se você desistiu do curso, qual foi o principal motivo desta decisão:

( ) Pouco interesse

( ) Dificuldades financeiras para finalizar o curso

( ) Poucas oportunidades de trabalho

( ) Salário baixo

4- Ao decorrer do curso, os professores conseguiram dominar as dúvidas dos alunos, aplicar os conhecimentos de forma interativa, e deixar os estudantes atentos nas atualidades da área tecnológica, que cresce proporcionalmente com o tempo?

( ) Sim, todas as dúvidas, interesses dos alunos foram sanadas pelos professores.

( ) Não, havia pouco incentivo para novos interesses.

( ) Parcialmente, os professores atenderam as expectativas.

5- A formação obtida no curso técnico em Informática do IFET foi determinante na sua escolha profissional ou acadêmica (pode ser assinalada mais de uma resposta):

( ) Sim, totalmente importante.

( ) Sim, parcialmente importante.

( ) Não foi importante. Por quê? ___

6- Qual a sua avaliação a respeito do curso Técnico em Informática:
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

 
7- Se você cursou a modalidade concomitante ao ensino médio, qual a sua avaliação a respeito da escola:
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

 
8- Em sua opinião, o que precisaria melhorar no curso:

( ) Nível dos professores

( ) Laboratórios

( ) Equipamentos

( ) Carga horária

( ) Horários de aula

( ) Salas de aula

( ) Metodologia de ensino

9- Se você cursou a modalidade concomitante ao ensino médio, em sua opinião o que precisaria melhorar na escola:

( ) Nível dos professores

( ) Biblioteca

( ) Equipamentos

( ) Refeitório

( ) Horários de aula

( ) Salas de aula

( ) Metodologia de ensino

( ) Transporte

( ) Área de lazer e descanso.

10 - Qual foi a principal dificuldade encontrada durante o curso técnico?

R:

 


Created by IA09_Elva_GCO. Last Modification: Segunda-feira 28 de Junho, 2010 16:23:17 BRT by Sirlei_FA.