Carregando...
 
Imprimir

Projeto 13 : Como a cultura Otaku é vista pela sociedade

 

 

Titulo do Projeto de Pesquisa: Como a cultura Otaku é vista pela sociedade

Área CNPQ : Ciências Humanas

Orientadora : Sirlei de Fátima Albino

Alunos Pesquisadores:Eduardo Michels Silva, Lucas Bandeira Terplak .

 

 

1.                  INTRODUÇÃO

 

            O presente trabalho tem como meta analisar questões relacionadas à cultura pop japonesa no Brasil, como as pessoas fora do mundo desse universo vêem os otakus, se eles são discriminados de algum modo, ou até se isso ajuda a vida deles.

            O termo designa indivíduos aficionados em animes e mangás animações e quadrinhos japoneses. Embora isso envolva muitas atividades consideradas infantis, constata-se que os integrantes desse grupo, não são somente crianças, pelo contrário, a maioria é adulta.

            O crescimento do “Otakismo” pode ser observado em qualquer convenção de animes pelo Brasil, onde o número de frequentadores aumenta a cada ano. Analisar suas relações com outros otakus e com não otakus, como eles se sentem a respeito disso, como eles se adaptam na sociedade e na internet para seus propósitos, contribuirá para entender este universo diferente e inovador.

 

 

2.                  OBJETIVOS

2.1 Objetivo geral

            Analisar como a cultura Otaku é percebida pela sociedade, buscando identificar se a mesma é discriminada, aceita ou ignorada.

 

2.2 Objetivos específicos

            Diagnosticar o que as pessoas de fora do mundo otaku pensam sobre esta cultura.

            Diagnosticar os porquês das pessoas de fora do mundo otaku  pensarem isso sobre a cultura, se é por falta de conhecimento do mesmo ou por preconceito.

            Diagnosticar qual o comportamento de um otaku diante da sociedade, como ele vê a sociedade,como a sociedade vê ele, como ele se encaixa e se ele respeita a sociedade.

 

 

3.                  REVISÃO DE LITERATURA E JUSTICATIVA

 

            O publico otaku vem crescendo ultimamente, as pessoas começam a conhecer, e começam a ter suas opiniões a respeito do assunto, mas a maioria delas como não vive nesse mundo tem opiniões erradas e por isso tem um certo preconceito com as pessoas, essa pesquisa vai mostrar como as pessoas veem os otakus, o por que do preconceito com eles, e por que esse preconceito não deveria existir.

            Essa pesquisa também ajudar os próprios otakus, pois há pessoas que não os olham com "bons olhos”, esta pesquisa mostrará melhor sua filosofia de vida e o que já sofrem com esse preconceito.

                                     

 

Observa-se entre outras coisas, como esses jovens lidam com valores e comportamentos presentes nas narrativas japonesas e nos complexos rituais e     sistemas de normas, os quais eles reinventam no interior de "animencontros", destacando-se a criação e utilização das placas inspiradas em anime (desenho animado japonês). (BARBERO, 2003:319) lembra que: “o que faz a força da indústria cultural e o que dá sentido a essas narrativas não se encontra apenas na ideologia, mas também na cultura, na dinâmica profunda da memória e do imaginário.”(MACHADO, 2008, p.)

 

4.      METODOLOGIA

 

            Pesquisa exploratória com estudo de caso a ser desenvolvido em eventos Otakus realizados principalmente no estado de Santa Catarina. Serão aplicadas entrevistas fechadas aos visitantes dos eventos buscando identificar suas percepções sobre esta cultura.

A pesquisa exploratória é utilizada para realizar um estudo preliminar do principal objetivo da pesquisa que será realizada, ou seja, familiarizar-se com o fenômeno que está sendo investigado, de modo que a pesquisa subsequente possa ser concebida com uma maior compreensão e precisão. A pesquisa exploratória, que pode ser realizada através de diversas técnicas, geralmente com uma pequena amostra, permite ao pesquisador definir o seu problema de pesquisa e formular a sua hipótese com mais precisão, ela também lhe permite escolher as técnicas mais adequadas para suas pesquisas e decidir sobre as questões que mais necessitam de atenção e investigação detalhada, e pode alertá-lo devido a potenciais dificuldades, as sensibilidades e as áreas de resistência. Uma pesquisa pode ser considerada de natureza exploratória, quando esta envolver levantamento bibliográfico, entrevistas com pessoas que tiveram, ou têm experiências práticas com o problema pesquisado e análise de exemplos que estimulem a compreensão. As pesquisas exploratórias visam proporcionar uma visão geral de um determinado fato, do tipo aproximativo.

Caso estudo são expressões sinônimas que designam um método da abordagem de investigação em ciências sociais simples ou aplicadas. Consiste na utilização de um ou mais métodos qualitativos de recolha de informação e não segue uma linha rígida de investigação. Caracteriza-se por descrever um evento ou caso de uma forma longitudinal. O caso consiste geralmente no estudo aprofundado de uma unidade individual, tal como: uma pessoa, um grupo de pessoas, uma instituição, um evento cultural, etc. Quanto ao tipo de casos estudo, estes podem ser exploratórios, descritivos, ou explanatórios (Yin, 1993).

 

5.      CRONOGRAMA

 

 

Atividade/Mês

Jun

Jul

Ago

Set

Out

Nov

Dez

Jan

Fev

Mar

Definição do Projeto

X

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Desenvolvimento do Projeto

 

X

X

X

 

 

 

 

 

 

Qualificação da FICE

 

 

 

 

X

 

 

 

 

 

Coleta de Dados

 

 

 

 

 

 

 

X

X

X

X

Elaboração do artigo final

 

 

 

 

 

 

 

 

 

X

Apresentação em eventos científicos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

X

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

 

SILVA, Felipe de Oliveira; BARRETO, Alessandra Siqueira. Pedaços físico-virtuais: o Circuito Otaku em Uberlândia. 2009. Disponível em <http://www.seer.ufu.br/index.php/horizontecientifico/article/view/7283/8046>

Acesso em 31 maio 2012;

 

SILVA, Felipe de Oliveira e, etc al. JUVENTUDE OTAKU: A CONSTRUÇÃO DE GÊNERO A PARTIR DE UMA LEITURA SOBRE O POP JAPONÊS. 2010. Disponível em <http://www.fazendogenero.ufsc.br/9/resources/anais/1277930188_ARQUIVO_ArtigoJuventudeOtaku-FazendoGenero2010.pdf>

Acesso em 31 maio 2012;

 

CAVALCANTE,João Paulo Braga.CONEXÕES ENTRE O MUNDO ONLINE E A VIDA “OFF-LINE”: OTAKUS E CULTURADE CONSUMO NA ERA DA INTERNET.2 2008. Disponível em <http://www.repositorio.ufc.br:8080/ri/bitstream/123456789/1463/1/2008_Dis_JPBC.pdf>

Acesso em 31 maio 2012;

 

MACHADO, Carlos Alberto.A CULTURA MIDIÁTICA E A FORMAÇÃO DE NOVOS COSTUMES.2008. Disponível em < http://www.cult.ufba.br/enecult2008/14369.pdf>(external link)

Acesso em 31 maio 2012;

 


Created by IA11_Orlando_GSJ. Last Modification: Quarta-feira 10 de Outubro, 2012 21:39:02 BRT by IA11_Orlando_GSJ.