Carregando...
 
Imprimir

Projeto 8: Influência do Reforço Estudantil no Ensino Médio para Melhoria do Processo Ensino Aprendizado

Título do projeto: Influência doReforço Estudantil no Ensino Médio para Melhoria do Processo Ensino Aprendizado

CNPQ: Educação – Ensino Aprendizagem

Orientadora:Eliana Maria Fabiano de Almeida

Co-orientadora: Neusa Denise Marques de Oliveira

Aluno pesquisador: Alessandro Bussularo

1 INTRODUÇÃO

Diariamente, em sala de aula, os professores ministram conteúdos que os alunos, por algum motivo, não conseguem assimilar ou entender. O que costuma ocorrer é a diminuição do desempenho na nota dos alunos em exercícios, provas e trabalhos.

Este problema é agravado em disciplinas cumulativas, ou seja, disciplinas nas quais cada tema estudado deve ser aprendido corretamente, pois será necessário para entender os próximos conteúdos, como em química, matemática e física.

Nestas matérias, o aluno em dificuldade procura ajuda que pode vir do próprio professor da disciplina que, mesmo sendo um ótimo profissional, muitas vezes não consegue sanar as dificuldades encontradas pelo aluno. Os colegas podem realizar uma revisão e nova explicação sobre o conteúdo utilizando uma linguagem mais informal e de mais fácil entendimento. No Instituto, o fator que mais atrapalha é a reverberação do som na estrutura predial das salas de aula criando um ambiente ruidoso e que dificulta a concentração.

1.1 Objetivos

1.1.1 Objetivo geral

Verificar se o reforço escolar aplicado por um aluno que tenha maior facilidade em determinada matéria do ensino médio conseguirá melhorar significativamente o desempenho dos seus colegas com maior dificuldade.

1.1.2 Objetivos específicos

- Comparar a média das notas relativas ao período com reforço e sem reforço.

- Aplicar reforço em diferentes períodos (horários), que possibilitem a todos estarem presentes.

- Variar o ambiente de estudo visando algo agradável para todos.

- Adicionar conceitos de interpretação de textos e exercícios no reforço aplicado.

- Ensinar técnicas de combate ao nervosismo e “branco”.

- Ensinar métodos novos de aprendizagem.

2.  JUSTIFICATIVA

Na maioria das escolas ... brasileiras, é comum encontrarmos grande parte dos educandos com enormes dificuldades de aprendizagem, esses alunos se sentem inferiores por não acompanhar o ritmo da turma. É com esse propósito que o reforço escolar vem romper as barreiras da desigualdade de raciocínio, auxiliando ... a fazer com que os educandos adquiram as competências almejadas. (SILVA, 2011, p. 2)

Para resolver ou minimizar a dificuldade desses alunos, hoje grande parte das escolas já possui uma equipe de profissionais capacitados para ajudar os alunos com dificuldade. Essa equipe geralmente é composta basicamente por pedagogos e tem como objetivo principal a melhoria no processo de aprendizagem dos indivíduos, através da reflexão, sistematização e produção de conhecimentos.

Durante as aulas de reforço pode-se constatar as dificuldades presentes no processo de aprendizagem dos alunos que apresentaram dificuldades no acompanhamento das aulas, e amenizá-las através de atividades diferenciadas que envolva os alunos de forma participativa, tendo se como pressuposto básico que tais dificuldades não podem ser encaradas como uma espécie de limitação, nem por professores e tão pouco pelos alunos. (OLIVEIRA, 2010, p. 2)

A proposta deste projeto é conseguir dados concretos de melhoria de notas dos alunos que receberam o reforço e se a atuação de um aluno, conseguirá ajudá-los significativamente. Isto porque geralmente os alunos em dificuldade não procuram profissionais como professores ou pedagogos e sim seus próprios colegas. Essa ajuda é importante e tem resultados porque a linguagem e o modo de explicar são mais tranquilizadores. Este projeto revela-se como uma tentativa séria de demonstrar que um colega pode ser de grande valia para melhorar as notas de seus colegas.

3. REVISÃO DE LITERATURA

Em relação ao fato de um aluno sem formação técnica, aplicar reforço não há trabalhos semelhantes descritos. Mas há a descrição de propostas e de ações a serem utilizadas durante esse processo.

 Uma resposta adequada ao reforço só ocorre quando o aluno está interessado e aproveita a oportunidade de entender o conteúdo oferecido. Porém, como diz a diretora pedagógica Borgina das Mercês Teixeira de Oliveira a simples repetição do conteúdo pode desinteressar o aluno e como este não é o objetivo do reforço, deve-se utilizar da criatividade e de novas metodologias para incentivá-los. Conclui-se então que um ensino diferenciado, com atividades novas e criativas pode ser o ponto chave para alcançar os objetivos do projeto de reforço.

Além de aplicar o conteúdo de forma adequada, a forma de avaliação é de suma importância. Como fala Luckesi ( 2011, p.4 ):

Para coletar os dados e proceder à medida da aprendizagem do educando, os professores, em sala de aula, utilizam-se de instrumentos que variam desde a simples e ingênua observação até sofisticados testes, produzidos segundo normas e critérios técnicos de elaboração e padronização.

Então de modo geral a aplicação do reforço envolve técnicas simples e complexas e o interesse de quem esta aplicando é fundamental para que se usem todas as técnicas e instrumentos disponíveis para que se obtenha o máximo de aproveitamento por parte dos educandos em dificuldades.

4 METODOLOGIA

Esta será uma pesquisa exploratória, com estudo de caso, que utilizará como população amostra alunos dos primeiros anos do ensino integrado do Instituto Federal Catarinense – Campus, com dificuldades na disciplina de química.

Serão aplicados questionários fechados nas turmas do primeiro ano para obtenção de dados concretos do número de alunos com dificuldade na disciplina de química. Posteriormente um novo questionário desta vez somente para os alunos com dificuldades e interessados no reforço, com o objetivo de verificar os motivos que deixam o aluno com dificuldades nessa matéria.

Após definir os alunos que farão parte do reforço, serão explicadas algumas regras de convivência e os procedimentos a serem utilizados durante o reforço. Paralelamente à aplicação do conteúdo, serão ensinadas técnicas para aumentar o desempenho escolar dos alunos participantes, tais como controle do nervosismo através da compreensão dos fatores que o causam e a “super memória”, para que não ocorra o famoso “branco” na hora das provas.

Durante o período de reforço será analisado o comportamento e as dificuldades individuais e grupais para que haja discernimento e esclarecimento dos principais problemas e dificuldades encontradas pelos alunos.

O rigor com a qual será cobrado dos alunos o conteúdo ministrado no reforço é similar ao cobrado pelo professor. Com isso, espera-se que os alunos participantes do reforço, melhorem seu rendimento na disciplina e consequentemente na nota. Os avisos e datas de testes serão disponíveis via redes sociais, impressos e colados junto à local visível.

Para análise quantitativa dos dados, serão comparadas médias bimestrais da população amostra do período anterior e posterior ao reforço.

5. RECURSOS

Para a realização de todas as propostas serão utilizados os materiais didáticos disponíveis na Biblioteca do Instituto e no buscador Google Acadêmico, que contenham assuntos relacionados ao tema do projeto.

Será necessária a utilização do espaço físico de uma sala de aula e imediações como ambiente de estudo.

6.  CRONOGRAMA

 

Março

Abril

Maio

Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

Estipulação do projeto escrito

X

 

 

 

 

 

 

 

Procura por professor orientador

 

X

 

 

 

 

 

 

Conclusão do projeto escrito

 

 

X

X

 

 

 

 

Realização da pesquisa quantitativa (alunos em dificuldade)

 

 

 

 

 

 

 

 

Aplicação do questionário de interesse

 

 

 

 

X

 

 

 

Analise e compilação dos dados obtidos nos questionários

 

 

 

 

 

X

X

 

Apresentação na FICE

 

 

 

 

 

 

 

X

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIA

SILVA, Carla Priscila Alves da.O Reforço Escolar E A Melhoria Da Aprendizagem Dos Educandos. 2011. Disponível em: <http://www.artigonal.com/educacao-infantil-artigos/o-reforco-escolar-e-a-melhoria-da-apendizagem-dos-educandos-1290785.html>. Acesso em: 3 maio 2012.

 

OLIVEIRA, Borgina Das Mercês Teixeira de. REFORÇO ESCOLAR: MOMENTO PRIVILEGIADO PARA O APRENDIZADO DE CONTEÚDOS. 2010. Disponível em:<https://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:Bd7bjJdCH9wJ:moodle3.mec.gov.br/uft/file.php/1/moddata/data/850/1115/2280/REFORCO_ESCOLATCCBORGINA.doc+Sabese+que+o+cidad%C3o+que+domina+a+leitura+e+escrita+tem+melhores+oportunidades+de+inser%C3%C3o+social+e+consegue+viver+mais+dignamente.+Partindo+desse+pressuposto+e+ap%C3s+a+realiza%C3%C3odo+progn%C3stico+das+turmas+do+1%C2+ao&hl=ptBR&gl=br&pid=bl&srcd=ADGEESg1cWHPdc1fzxJp0bBv6wNA3cUQ0hkbnyIohSt8BcadmQla06XCQAPuJrFX95FRJwHhhrjuVSPhwutCFkM_GJDkvPk3Sc33qAmuE_5MJgsmbIZvywC2FOCR_BATqtr-3MUGq&sig=AHIEtbT3SgHV7xC0uW4zs6-nT8gdQGXZeQ>. Acesso em: 7 jun. 2012.

 

LUCKESI, Cipriano Carlos. REFORÇO ESCOLAR: MOMENTO PRIVILEGIADO PARA O APRENDIZADO DE CONTEÚDOS. 2011.Disponível em: <http://www.crmariocovas.sp.gov.br/pdf/ideias_08_p071-080_c.pdf>. Acesso em: 7 jun. 2012.

 


Created by AA11_Alessandro_B. Last Modification: Quinta-feira 27 de Setembro, 2012 23:05:25 BRT by AA11_Alessandro_B.